Receitas Fit com Whey Protein

Quem se preocupa em ter uma alimentação saudável sabe o quanto é difícil ficar longe de guloseimas, não é verdade? Mas será que não é possível seguir uma dieta restrita e ao mesmo tempo não se privar de comidas saborosas? Aqui você encontra comidas e sobremesas altamente proteicas!

Receitas fit proteicas feitas com Whey Protein

 

RECEITAS FIT COM WHEY PROTEIN

A partir de hoje disponibilizaremos receitas proteicas e saborosas preparadas com Whey Protein para a sua dieta deixar de ser um sacrifício para se tornar um prazer. O objetivo desta página é reunir todo o material referente à receitas já publicados o site. À medida que novos artigos sobre esse tema forem escritos, eu os organizarei aqui nessa página de modo prático e ordenado para sua melhor leitura. Os itens que estiverem sem link é porque estão sendo preparados e serão publicados em breve.

Vou também aproveitar para esclarecer esclarecer alguns pontos e desfazer alguns mitos em relação a cozinhar com Whey Protein:

Desnaturação da Proteína

Você pode encontrar pessoas que falam que o Whey Protein em pó perde valor Desnaturação da albumina por aquecimentonutricional quando levado à cozinha, ISTO É MITO. Assim como com carne, frango ou ovos, aquecer ou cozinhar proteína causa a sua desnaturação, que é um processo de mudança da estrutura da proteína. No entanto, esta mudança não significa que o alimento é menos nutritivo ou efetivo, o que ocorre é o rompimento do arranjo tridimensional da cadeia polipeptídica, porém o perfil aminoácido é mantido intacto, ou seja, não há perda de proteína no cozimento do Whey Protein ou qualquer outro tipo de proteína. Exemplos de desnaturação da proteína ocorrem:

  • Ao pingar gotas de limão no leite, o pH é alterado, causando a desnaturação das proteínas, que se precipitam na forma de coalho.
  • Ao cozinhar um ovo. O calor modifica irreversivelmente a clara, que é formada pela proteína albumina e água.

A desnaturação pode afetar o valor biológico do Whey Protein e causar uma demora na digestão e absorção da proteína, o que nem sempre é um problema. E como o Whey Protein já é um alimento com altíssimo valor biológico, ele continua sendo uma fonte de proteína de alta qualidade.

Quanto de Proteína é demais?

As pessoas costumam temer o que não conhecem, o que é totalmente natural, mas não podemos deixar o medo nos paralisar e nos impedir de alcançarmos os resultados almejados. A Ingestão Diária Recomendada (IDR) de Proteína, conforme a ANVISA, é de 75g. Mas não é razoável pensar que este valor serve para qualquer pessoa, independentemente de sexo, idade, peso e nível de atividade física. A grande maioria dos praticantes de musculação, e esportistas em geral, já sabem que necessitam ingerir uma quantidade de proteína superior à recomendada para a população em geral, mais sedentária.

Atualmente, sabemos que instituições como a American Dietetic Association e a American College of Sports Medicine reconhecem que as populações atléticas necessitam ingerir entre 1,2g a 1,7g de proteína por Kg peso corporal de forma a poderem maximizar a recuperação, reparação e aumento da massa muscular, bem como para promover o desempenho atlético ótimo (Link para o artigo em inglês). Além disso, sabemos que a ingestão de proteína acima da IDR também ajuda a preservar maior quantidade de massa magra em dietas com restrição calórica, veja artigos aquiaqui, e aqui.

É claro que a ingestão de proteína (ou qualquer outra coisa) em níveis extremos pode causar problemas, mas no caso da proteína, ela é temida pela crença de causar pedras nos rins, o que é um mito. Felizmente as pesquisas mais recentes demonstram o contrario. A maioria das pesquisas que demonstram que consumir quantidades de proteína acima da IDR podem causar problemas, utilizam como objeto de estudo pessoas ou animais com problemas renais já existentes. Por isso a única conclusão é que proteína em grande quantidade pode aumentar os problemas já existentes nos rins, e não causar problemas em pessoas saudáveis. Por isso, o melhor a fazer é usar o bom senso, beber muita água e não descuidar dos exames periódicos.