Proteína da carne em pó ou Whey Protein?

No início eram apenas alimentos, então os cientistas os transformaram em pó e deram o nome de suplemento alimentar. A indústria veio, adulterou o suplemento e criou a “farinha suplementar”. O marketing enganoso, que não podia ficar de fora, também criou seus próprios “suplementos”. O que temos agora é muito pó e pouco alimento. Seguindo com o objetivo do Clube do Whey em ajudar o consumidor a não ser enganado, hoje vamos verificar quem é o pai da famosa proteína da carne em pó (beef protein): ciência, indústria ou marketing enganoso?

Proteína da carne ou Whey Protein

Proteína da carne

Primeiro vamos analisar a qualidade da proteína de carne vermelha, aquela in natura, aquela que você compra no açougue. Dizem que ela é uma das melhores fontes proteicas para construção de massa muscular. Mas como avaliar a qualidade de uma proteína? Vamos analisar quatro dos principais indicativos para se determinar essa qualidade:

  • Protein Efficiency Ratio (PER). O PER também é conhecido como Coeficiente de Eficácia Proteica (CEP) e baseia-se na variação de peso corporal. Assumindo que ocorre variação do total de proteína corporal motivada por diferenças da qualidade proteica da dieta, é comum medirse a variação do peso corporal como um reflexo global da atuação da proteína ingerida.
  • Carne Vermelha com aminogramaValor Biológico da Proteína (VB). O Valor Biológico é definido pela quantidade de aminoácidos essenciais presentes na proteína. Quanto maior for o valor biológico, mais aminoácidos e nitrogênio o organismo irá reter.
  • Net Protein Utilization (NPU). O NPU é o coeficiente líquido de utilização da proteína, ele mede a quantidade de nitrogênio que é ingerido, absorvido e retido. Este índice considera tanto a digestibilidade quanto o valor biológico do alimento, e portanto, revela a real qualidade nutricional de uma proteína.
  • Protein Digestibility-Corrected Amino Acid Score (PDCAAS). Esse índice reflete a eficiência da proteína na disponibilidade metabólica de aminoácidos ao organismo humano. O PDCAAS foi adotado pela FDA (Food and Drug Administration), a “ANVISA americana”, e também pela FAO/WHO (Food and Agricultural Organization of the United Nations/World Health Organization como o método preferido de determinar qualidade de proteína.

Vamos aos números então, comparando a proteína da carne vermelha com a proteína do ovo e soro do leite (matéria prima do Whey Protein), as principais “concorrentes” dessa proteína para quem segue uma dieta de hipertrofia.

Fonte PER VB NPU PDCAAS
Ovo 3,9 100 93 1,00
Soro do leite 3,2 104 92 1,00
Carne Vermelha 2,9 80 73 0,92

Ficou surpreso com o desempenho da carne vermelha em relação à outras fontes proteicas? Quem diria que um simples ovo se sairia melhor do que o inflacionado bife nosso de cada dia, não é mesmo? Claro que eu não estou afirmando que proteína da carne é uma fonte proteica ruim, mas é bom saber que ela não é exatamente como o marketing nos fez acreditar.

Proteína da carne EM PÓ

Como explicado no início do artigo, até então estávamos falando da proteína da carne vermelha, aquela in natura, que se compra no açougue. Pudemos ver que ela não é melhor do que a proteína do soro do leite, que é a matéria prima do Whey Protein. Mas e a proteína da carne em sua versão em pó? Será que muda alguma coisa?

Talvez você esteja pensando: Já analisamos a proteína da carne in natura, se ela estiver em pó teríamos resultados semelhantes, certo? Bem, se for realmente carne vermelha, daquela que aparece nas propagandas de proteína de carne em pó (Carnivor, Beef Protein, etc.), sim, teríamos resultados semelhantes. O problema é que nenhum fabricante mostra esse processo de forma transparente.

A proteína da carne em pó é um produto relativamente novo (2010), mas em um mundo informatizado já é velho o suficiente para não se ter informação precisa do processo de fabricação do suplemento, assim como temos no caso do Whey Protein. Você certamente já deve ter visto imagens de máquinas fabricando Whey Protein, com a matéria prima claramente proveniente do soro do leite, mas e a proteína da carne? Alguém já viu uma máquina onde entram bifes de carne e sai proteína em pó?

Como se faz proteína da carne em pó

Agora imagine o preço que seria um suplemento que possui essa matéria prima tão nobre? O Whey Protein é feito com o soro do leite, que é um refugo da indústria de laticínios. Esse refugo ainda hoje em dia é jogado fora ou dado ao gado na maioria das fábricas de queijo do Brasil. Logo, o custo de fabricação do Whey Protein não é devido à sua matéria prima, e sim ao processo de fabricação.

Já a proteína da carne em pó, se fosse inteiramente feita de carne comestível como nos é informado, além do custo da fabricação teríamos o custo da matéria prima, que não seria nem de longe um refugo. Então logo deduzimos que não há como a proteína da carne ser realmente de partes nobres do boi.

Mas do que é feita a proteína da carne em pó, afinal?

Temos uma pista desta informação no rótulo do produto. Quem já leu o artigo sobre como escolher o melhor Whey Protein, deve saber que estou falando da lista de ingredientes. Vamos pegar como exemplo uma proteína da carne nacional, olha só quem figura entre as primeiras colocadas na lista de ingredientes:

Gelatina no Carnpro da Probiótica

O segundo ingrediente é o colágeno hidrolisado, isso mesmo, gelatina! Mas qual o problema com a gelatina? Bem, imagina-se que quem consome um suplemento proteico para aumento de massa magra queira uma proteína com perfil de aminoácidos favorável ao crescimento muscular, o que não é o caso da gelatina. E você achando que era proteína da carne nobre do boi, não é mesmo?

A gelatina é uma proteína derivada da hidrólise parcial do colágeno, que é o principal constituinte de peles de animais, ossos, tendões e tecido conectivo.

Gelatina é feita com ossos, pele e tendões

Matéria prima da gelatina chegando na fábrica.

Talvez aqui você possa pensar que, por ser o segundo componente da lista de ingredientes, talvez a quantidade de gelatina adicionada seja pouca. Mas lembre-se que, matematicamente, o segundo componente em uma lista de ingredientes pode constituir entre ~49% e ~1% do produto total. Ou seja, o fabricante pode colocar gelatina em quase metade do produto e ainda assim estar conforme as normas da ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária).

Sem contar a possibilidade do fabricante estar colocando quase tudo em gelatina e ainda contar com a impunidade, já que o teste para verificar a procedência da matéria prima é muito mais caro que o teste quantitativo de proteína.

Mas como ter uma ideia de quanto de gelatina tem nessa “proteína da carne” sem ter que pagar um teste tão caro? E quando não há o ingrediente “gelatina” na lista de ingredientes, muda alguma coisa? Como saber se a proteína da carne em pó é melhor do que o Whey Protein?

A resposta para todas essas perguntas é o aminograma! Vamos então comparar os aminogramas da gelatina, de uma proteína de carne em pó que contém gelatina em sua lista de ingredientes, de outra proteína de carne que não declara gelatina na sua composição e de um Whey Protein bem famoso no mercado.

Comparar proteína da carne com Whey Protein

Comparação retirada do Compare-Whey, para acessar a ferramenta, clique na imagem.

Analisando a tabela, podemos notar o seguinte:

  • Assustadora semelhança do aminograma da proteína de gelatina com as proteínas da carne em pó.
  • A porcentagem de aminoácidos essenciais e BCAAs no Whey Protein é mais do que o dobro da média das proteínas de carne e gelatina.
  • Glicina, Prolina e Hidroxiprolina, todos aminoácidos não essenciais, representam quase que a metade da composição das proteínas da carne e gelatina.
  • Carnivoro Beef Protein alega ter gelatina em seus ingredientes, mas então como pode ter 0mg de Hidroxiprolina? Esse aminoácido é abundante na gelatina.
  • 100% Beef Aminos não declara gelatina em sua composição, então como pode conter Hidroxiprolina no seu aminograma?

Você notou mais alguma coisa que eu não tenha visto? Então comente! Vamos enriquecer o conteúdo. E por falar em “enriquecer”, continue lendo…

Enriquecido com creatina? Veja quem realmente ficou rico com isso

É provável que você veja escrito no rótulo de uma proteína da carne em pó que o produto foi enriquecido com creatina e BCAA’s. Em primeiro lugar, uma proteína que precisa ser enriquecida com algo não parece ser naturalmente uma boa proteína quando se visa hipertrofia muscular. A carne vermelha é naturalmente rica em creatina e não deveria ser necessário adicioná-la ao suplemento.

Além disso, quem leu o meu artigo sobre Amino Spiking já viu que a creatina é o aminoácido que mais engana uma análise quantitativa de proteína. Sem contar que o preço da creatina é bem menor que a maioria das proteínas de carne em pó do mercado. Portanto, não caia mais neste golpe!

Ainda tem dúvidas? Então leia isto!

Antes de terminar, eu gostaria de deixar uma dica muito importante pra você que leu até aqui e ainda tem dúvidas quanto à procedência da proteína da carne em pó. Eu sei que até agora você deve ter sido “bombardeado” com informações enganosas de fabricantes, lojas e até mesmo blogs. Então é natural que você tenha dúvidas. A maioria das fontes que dizem que proteína da carne é melhor do que Whey Protein é porque possuem algum interesse nisso, ou seja, querem vender o produto e não apenas informar o consumidor.

É claro que algumas pessoas vão divulgar erroneamente o produto se não fizeram uma análise mais completa e técnica da proteína. Portanto, a minha dica é que você desconsidere as fontes que talvez possam querer vender alguma proteína de carne em pó. Além disso, não se deixe levar por análises superficiais de suplemento que não tenham embasamento algum. O seu bolso agradece!

Posts Relacionados:

34 Comentários

  1. 1

    Parabéns novamente pelos esclarecimentos, devemos abrir os olhos para não cair nas armadilhas do mercado de suplementos.

    • 2

      Olá Carlos, blz?

      Que bom ver você novamente por aqui! Muito obrigado pelo incentivo, isso é o que me move para divulgar a informação cada vez mais aos leitores.

      Abç
      Jonatas

  2. 3

    Parabéns Jonatas, ótimo artigo.

  3. 5

    Esse site é 10 ! ótima dica, sempre desconfiei e agora finalmente tirei minhas duvidas em relação a isso ! Parabens !

  4. 7

    Excelente artigo! Muito bem explicado e detalhado. U
    ma pena que ele saiu 1 semana depois que eu comprei 3,6 kg de beef protein!
    Mas em todo caso obrigado pelo alerta.

    • 8

      Olá Jefferson,

      Muito obrigado! Que pena que a compra já foi concluída, minha dica é tomar BCAA com essa proteína, isso vai aumentar o valor biológico dela!

      Abç
      Jonatas

  5. 9

    Informação precisa e pontual que vem confirmar outras fontes que já havia consultado!
    Abs e continue seu ótimo trabalho!

  6. 11

    Olá Jónatas muito obrigado por sua ajuda agora tirou minhas duvidas sobre o whey carnivor muito obrigado fico grato , só que agora fiquei com uma pequena duvida então seria melhor toma whey do soro do leite e a melhor opção? Obrigado

    • 12

      Que bom que pude ajudar, Thiago! Sim, eu daria preferência ao Whey Protein caso não tenha intolerância à lactose.
      Eu não costumo indicar marcas, prefiro manter minha independência sem receber patrocínio de marca nenhuma.
      Mas para os inscritos no site eu costumo compartilhar promoções lá uma vez que outra. Se não for inscrito, sugiro se inscrever para receber maiores detalhes.

      Abç!

  7. 13

    Parabéns meu xará….
    Devemos realmente passar nosso conhecimento adiante para que outros tenham a oportunidade de fazer escolhas certas, e não serem enganados por indústrias de ilusionistas que prezam apenas por seus ganhos.

  8. 15

    Caro Jonatas, belissimo artigo. De uma olha aqui no Aminograma do Hanibbal da Clak Skull. Supera em muito o do Whey protein analisado aqui. E as gelatinas nesse caso nao estao na principal composicao. Vejo esse aqui como a melhor opcao entre as proteinas de carne. Abcs e parabens pelo Site

    Valor Energético 121 Kcal
    Carboidratos 2,5 g 1%
    Proteínas 29 g 39%
    Gorduras totais 0 g 0%
    Gorduras saturadas 0 g 0%
    Gorduras trans 0 g **
    Fibras alimentares 0 g 0%
    Sódio 130 mg 5%
    Potássio 6 mg <1%
    Vitamina A (IU) 5 IU 0,17%
    Cálcio 57 mg 5,7%
    Ferro 1 mg 4,0%
    Fóforo 40 mg 5,7%
    Magnésio 18 mg 4,5%
    AMINOGRAMA – Quantidade por porção mg/100g
    Alanina 5709 mg
    Arginina 4686 mg
    Ácido Aspárgo 5082 mg
    Cisteína 418 mg
    Ácido Glutâmico 8338 mg
    Glicina 12078 mg
    Histidina 770 mg
    Isoleucina 1859 mg
    Leucina 3641 mg
    Lisina 3443 mg
    Metionina 737 mg
    Fenilalanina 1892 mg
    Prolina 7744 mg
    Serina 2772 mg
    Treonina 2233 mg
    Triptofano 286 mg
    Tirosina 781 mg
    Valina 2178 mg

    • 16

      Olá Carlos,

      Obrigado pelas palavras de reconhecimento!

      Sim, parece um bom aminograma, mas se for tudo isso que o rótulo diz está bom demais para uma “proteína de carne”. Só mesmo um teste laboratorial para matar essa dúvida.

      Abç!

  9. 17

    E agora comprei hoje mesmo e ja tomei duas vezes, devo continuar tomando pra nao perder? Comprei porque tinha acabado a minha whey protein :(

  10. 19

    Olá Jonatas!
    Meu interesse no suplemento derivado da proteína da carne é somete porque tenho intolerância à lactose… E fiquei muito em dúvida do que poderia tomar.

    • 20

      Oi Paula,

      Normalmente, o preço de um Whey Isolado é menor ou igual a uma proteína de carne. Dependendo do Whey e do nível de intolerância à lactose que você tenha, pode ser que encontre uma solução melhor com WPI.

      Abç!

  11. 21
    Danilo Carrara

    Eu possuia muitas dúvidas sobre a suplementação pois pra mim não fazia o menor sentido essa ideia de rapida absorção lenta absorção e etc…

    O que eu sempre tive em mente é o seguinte: E nossos ancestrais? Eram extremamente fortes enfim.

    Vem essa industria marketeira prometendo ganhos enormes.. Eu tomei whey por muito tempo e não vi nenhum resultado significativo. Glutamina, BCAA… Agora me alimentando corretamente, no maximo clara de ovo em pó que é algo barato. Consegui notar bons ganhos.

    Ótimo post e tomata que mais pessoas notem que suplementos são uma grande besteira.

    • 22

      Olá Danilo,

      Obrigado pelo comentário!

      Concordo com você em muitos pontos, mas não acho que suplementos são uma grande besteira. O que ocorre é que as pessoas “tomam Whey Protein e esperam resultados”, como você disse. Esse é o erro, suplemento não faz milagre. Agora que você está se alimentando bem (com ou sem Whey Protein, tanto faz) é que você viu resultados.

      Alimentar-se bem é o que traz resultados, e se você consegue viver como nossos ancestrais, nem mesmo academia precisa frequentar. Mas se você vive uma vida moderna, com transporte, supermercado, agricultura, etc., os suplementos podem agir como o nome sugere: suplementar a sua alimentação. Não é milagre, mas também não é besteira.

      O objetivo do Clube do Whey é justamente abrir os olhos de quem espera milagre em um pote de pó, mas não tenho a intenção de convencer as pessoas de que suplemento não vale a pena – pelo contrário – se for bem usado, vai sim alavancar resultados (sem milagres).

      Abç!

  12. 23

    Cara,
    Excelente artigo, confesso que fui ler após já ter sido enganado, mas pelo menos será uma vez (desta forma).
    Valeu, continue nesta missão

  13. 25

    Bah! Hoje mesmo conversei a respeito do whey com uma personal, mas ela me botou mais dúvidas, pq tenho atrofia no glúteo esquerdo devido a uma cirurgia…obrigada por sanar minhas dúvidas pq eu quase não como carne(não gosto muito)…whey e ovo estão no meu cardápio! Obrigada mesmo!!

  14. 27

    Vim apenas dar os parabéns pra essa rica materia em informações importante pra aqueles q busca se informar e ficar por dentro dos suplementos ! Ótima matéria ! Meus parabéns!

  15. 29

    Boa tarde!

    Achei superinteressante sua análise, mais gostaria que você me falasse a respeito do carnibol da integralmedica… O que acha dele?

  16. 31

    Boa Tarde, Jonas!

    Qual seria então, a melhor opção de suplemento proteíco para que é intolerante a Lactose?

  17. 32

    poderiam fazer o laude dos Whey da EVOLVE, no mas muito bom site explicativo .

  18. 33

    Semana passada fui a uma nutricionista que passou um monte de farinhas, sementes grão, óleo de côco, etc.
    Como fiz bariátrica há 14 anos. Tenho o anel, nunca consegui alimentar direito, como só bobeira e fico o dia sem comer só a noite. Disse à ela que não como carne pq passo mal, vômito. Aí chegou na dieta: ovo mexido pela manhã e Detox,almoço carboidratos peixe e legumes e verduras, só que mandou eu substituir o café da tarde por shabe de ervilha, proteína, pois minha diomedancia deu baixa proteína. Aí fui na nutrólogo que disse que o shake é só pós treino e que não posso substituir comida à shake, tenho Esclerose múltipla estou com baixa de cálcio e vou começar a malhar só agora.
    O que faço, quem eu sigo?

    • 34

      Oi Zenia,

      É comum especialistas discordarem. Siga um dos dois e teste por um tempo, meça os resultados e, se não der certo, siga o outro especialista.

      Seu corpo é quem dirá a dieta que você deve seguir.

      Abç!

Deixe uma resposta

O seu email não será publicado. Campos obrigatórios marcados *

Você pode utilizar os seguintes caracteres HTML e os seguintes atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>