8 Verdades sobre Whey Protein que ninguém lhe contou (Parte 2)

Continuando com o artigo que iniciei sobre as 8 verdades sobre Whey Protein, vamos partir da 5ª em diante. E no final do artigo, eu tenho uma surpresa!

novas verdades sobre whey protein

5) Whey Protein é tudo igual

Ahh, eu odeio quando ouço essa frase! Se você acha que Whey Protein é tudo igual, compre o mais barato e seja feliz! :) Se fosse assim, não haveria tanta diferença nos preços, origens, fórmulas, marcas, fabricantes, etc. Eu também não teria iniciado o site para ajudar as pessoas a encontrar o melhor Whey Protein, se todos fossem iguais.

Mas eu entendo quem generaliza o suplemento quando diz que todos os tipos de Whey Protein (Concentrado, Isolado e Hidrolisado) são “a mesma coisa”. De fato não o são, nós sabemos disso. Mas como proteína, todos os tipos de Whey Protein possuem basicamente as mesmas características, ajudando a alcançar o balanço nitrogenado positivo, que é quando ingerimos mais proteínas do que excretamos, estado necessário para hipertrofia muscular.

De fato, não importa tanto qual o tipo de Whey Protein você toma, desde que seja mesmo Whey Protein e não um “produto batizado” (adulterado). Como vimos no artigo sobre Whey Protein Isolado, se você não tiver intolerância à lactose ou alguma outra indicação médica para o uso deste tipo de Whey, não vale a pena gastar muito mais para ter acesso à esta versão de Whey Protein.

6) Aminoácidos são feitos de animais mortos

É difícil de acreditar, mas vou explicar melhor. Os aminoácidos são normalmente produzidos através da síntese química da queratina (não é creatina, queratina é aquela do shampoo). Mas por favor, não vá tomar o seu shampoo na tentativa de baratear a sua suplementação :). Esse processo de obtenção de aminoácidos é o mais barato – e por isso, mais utilizado – pois necessita de menos passos na produção.Diferença entre creatina e queratina

A queratina é abundante em cabelos, pele, unhas e garras. A maioria dos produtores obtém sua matéria-prima de animais cuja pele não é boa para fazer roupa. Apesar de não servir para roupa, essas peles podem ser utilizadas para sintetizar BCAAs ou qualquer outro aminoácido.

7) 20 gramas de Whey Protein são o suficiente

Preste atenção no rótulo do seu Whey Protein, veja a quantidade de proteína por dose que está descrita. Aposto que é quase trinta, não? No mínimo é mais do que vinte, acertei? Isso porque quanto maior a dose descrita, mas fácil de vender é, mesmo que o pote contenha menos doses.

É mais fácil vender “30g de proteína por dose” do que “20g de proteína por dose”. Além disso, com uma dose (ou scoop) maior, o Whey tende a acabar mais rápido. Isso faz com que você compre outro pote mais cedo e o fabricante fique ainda mais feliz :).

O fato é que a maioria dos estudos que calculam a necessidade de proteína por fonte, seja ovo, frango ou Whey Protein, normalmente conclui que mais do que 20g de proteína é ou inútil ou desfavorável. Doses extremas de Whey Protein não vão trazer ganhos extremos.

8) Amino Spiking é uma regra e não a exceção

Já sabemos de vários casos de amino spiking, alguns são descaradamente expostos pelos próprios fabricantes, que usam isso como um argumento de vendas, por exemplo: “enriquecido com creatina”. Outros são ocultos e só são descobertos através de análises qualitativas da proteína.

Análises de aminograma completo são bastante caras, pois quase todos os aminoácidos possuem um reagente diferente. É como se fosse necessário fazer um teste para se verificar a presença de cada um dos aminoácidos. Por isso, esses testes podem custar até 20 vezes mais do que o simples (quantitativo).

Porém, algumas análises conseguem detectar um grupo de aminoácidos que são comumente utilizados na tentativa de elevar muito a quantidade proteica. Caso não se lembre quais são, acesse o artigo sobre amino spiking que escrevi há algum tempo. Essas análises são “menos caras” que o aminograma completo, e é por isso que alguns fabricantes utilizam aminoácidos menos baratos para driblar essa possível fiscalização.

Ou ainda, é possível driblar inclusive o aminograma completo, desde que se use quantidades baixas de aminoácidos menos visados. No final das contas, o aminograma terá uma quantidade um pouco maior de algum dos aminácidos, mas nada que nos possibilite dizer se foi realmente amino spiking ou não.

Se o fabricante conseguir economizar com essa técnica o mínimo de R$ 5,00 por pote, por exemplo, já significaria um ganho de R$ 5.000,00 por tonelada (isso é o que um fabricante pequeno vende por dia). Considerando o risco mínimo, parece ser um bom negócio para quem não se importa com o certo e o errado. Agora eu deixo para você estimar a quantidade de fabricantes que se encaixam nessa descrição.

9) (BÔNUS) Não existe Whey com mais de 3W’s (4W, 5W, etc.)

Esse aqui veio da participação de um leitor, o Ademar, que comentou na parte 1 do artigo 8 Verdades sobre Whey Protein. Ele perguntou sobre o que vem nos produtos chamados, por exemplo, 3Whey e 5Whey.whey 4w 5w 6w 7w

Bem, sabemos que existem 3 tipos de Whey Protein, o Concentrado, o Isolado e o Hidrolisado. Se juntarmos dois deles, teremos um 2W, que pode ser vendido com argumento de rápida e lenta absorção, por exemplo (não que eu concorde com isso, apenas exemplifico). Se juntarmos os 3 tipos, teremos um Whey 3W, ou 3W Whey, ou 3Whey Protein, etc.

Mas e quando o fabricante adiciona um ‘W’ nessa equação? Bem, aí fica complicado, pois provavelmente há algum outro tipo de proteína que não Whey Protein. Logo, qualquer ‘W’ a mais está sobrando, pois não se trata de Whey Protein.

Existe também a possibilidade de o fabricante ter misturado diferentes tipos de filtragem no mesmo pote, podendo obter diversos ‘W’ realmente legítimos. Sim, isso é verdade. Mas se já é impossível provar que um tipo de Whey Protein realmente compõe um 3W da vida, como iremos analisar qual o tipo de filtragem que foi utilizado? Ou qual a quantidade de cada um dos tipos de Whey Protein que compõe o produto?

Espero que tenha gostado do artigo e que tenha aprendido algo novo. Se isso aconteceu (ou não), por favor comente aqui. Quero o seu feedback para saber que rumo dar aos próximos artigos. Abraço!

Posts Relacionados:

8 Comentários

  1. 1

    Jonatas, olá!
    Isso quer dizer que posso tranquilamente colocar 20g de whey no shaker ao invés de 30, é isso?

    • 2

      Oi Claudia,

      Depende da sua dieta, mas 20g de proteína já são suficientes para promover balanço nitrogenado positivo. Você pode ingerir mais do que isso, mas dependendo da sua individualidade genética não terá maiores ganhos.

      Sugiro ler este artigo sobre como montar uma dieta.

      Abç!

  2. 3

    Boa…
    Tem me ajudado muito nos critérios para escolher suplementos e também poder indicar para os meus brothers…

  3. 5

    Boa noite Jonas,
    Gostaria que você pudesse recomendar uma marca de whey da sua preferência, independente de ser importada ou nacional, ou valor.( Sei que é um pergunta muito particular, porém de grande importância pra quem se preocupa com saúde).

    Aliás excelente artigo este seu.
    Abraços
    Rodrigo.

  4. 7

    Primeiramente quero agradecer pelo ótimo artigo, não só esse como todos já postados tem me ajudado muito.

    Sobre o whey, sei que não prefere falar por marcas, mas teria como opinar sobre o 3w da probiótica?

    Forte abraço!

    • 8

      Valeu, Felipe! Obrigado pela visita!

      Já vi alguns laudos da Probiótica e não lembro de nenhum com problemas. Creio que esteja bem, mas seria bom uma análise mais profunda, aminoácidos, etc.

      Abç!

Deixe uma resposta

O seu email não será publicado. Campos obrigatórios marcados *

Você pode utilizar os seguintes caracteres HTML e os seguintes atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>